Polícia Civil apreende carro usado para transportar rapaz morto dentro de cemitério

Investigação aponta que após levar dois tiros, jovem de 18 anos ainda foi atropelado; manchas de sangue foram encontradas no automóvel

REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI

Data 09/04/2021
Horário 10:44
Foto: Polícia Civil
Rapaz de 18 anos chegou a ser atropelado pelo mesmo carro depois ter recebido dois tiros
Rapaz de 18 anos chegou a ser atropelado pelo mesmo carro depois ter recebido dois tiros

Continuam as investigações sobre a morte de um rapaz que foi encontrado com tiro na cabeça dentro do cemitério de Teodoro Sampaio. Ontem, a Polícia Civil apreendeu um veículo que pode ter sido utilizado para transportar a vítima.

De acordo com o delegado Edmar Rogério Caparroz, o automóvel foi periciado e, nele, foram encontradas manchas de sangue.

Conforme apurado pelos investigadores, o rapaz de 18 anos chegou a ser atropelado pelo mesmo carro depois ter recebido dois tiros. 

Até o momento não foram divulgadas informações sobre o paradeiro da autoria. No entanto, segundo Caparroz, algumas pessoas foram ouvidas na delegacia, e a investigação segue em andamento. 


Polícia Civil - Peritos encontraram manchas de sangue no veículo apreendido

Dentro do cemitério

Um inquérito instaurado pela Delegacia de Polícia Civil de Teodoro Sampaio investiga a morte de um rapaz de 18 anos. O crime ocorreu na noite de quarta-feira, dentro do Cemitério Municipal Cristo Rei, localizado na Avenida da Saudade. 

Conforme a Polícia Civil, a Polícia Militar encontrou a vítima por volta das 21h ontem, caída a poucos metros do portão de entrada. De acordo com o relato dos militares, o rapaz estava de barriga para cima, e foi possível observar uma perfuração causada por disparo de arma de fogo na região do rosto. Ele também tinha escoriações pelo corpo. 

Diante disso, uma unidade de resgate do Corpo de Bombeiros foi acionada e compareceu ao local.

Conforme a guarnição, a vítima estava em parada cardiorrespiratória e foi encaminhada ao pronto-socorro do Hospital Regional de Teodoro Sampaio. No entanto, não resistiu e morreu.

Quando a Polícia Civil compareceu ao local para iniciar as investigações, a vítima já havia sido socorrida. Durante as buscas ao redor da cena do crime, peritos recolheram  um aparelho celular, um par de chinelos e a carteira, todos pertencentes à vítima. 

De acordo com o delegado Edmar Rogério Dias Caparroz, algumas testemunhas já estiveram na delegacia onde prestaram depoimentos.

As oitivas ajudarão a Polícia Civil a avançar na investigação, a fim de localizar a autoria do crime. 

Veja também