Polícia Civil apreende entorpecentes e arma de fogo em residência 

Morador do Jardim Bongiovani foi preso por tráfico de drogas, durante ação da 2ª Dise e policiais da Deic-8

PRUDENTE - ROBERTO KAWASAKI

Data 07/05/2021
Horário 11:42
Foto: Polícia Civil
Endereço do acusado fica no Jardim Bongiovani
Endereço do acusado fica no Jardim Bongiovani

A 2ª Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes), da Deic-8 (Divisão Especializada de Investigações Criminais), prendeu ontem um homem de 26 anos por tráfico de drogas em Presidente Prudente. Na casa dele, que fica no Jardim Bongiovani, houve apreensão de arma e entorpecentes.

A investigação começou após a especializada receber informações da Delegacia de Polícia Civil de Taciba, sobre a prática do tráfico envolvendo entrega de drogas na região. Diante disso, nos últimos três meses, os agentes da Dise aprofundaram dados sobre a informação inicial e chegaram ao endereço e identificação de um alvo.

Na quinta-feira, foram informados de que o investigado faria a entrega de drogas. Desta forma, uma parte da equipe foi até a residência e realizou o acompanhamento do homem, que saiu de motocicleta, a caminho do local combinado com o cliente.

Enquanto isso, outros policiais da Deic já estavam em posição, no aguardo do comando para abordagem. A voz de parada ocorreu em um bairro que fica próximo a uma universidade.

“Foi efetuada a abordagem e em poder do investigado localizamos uma porção de maconha que devidamente pesada revelou peso aproximado de 4.991,3 gramas”, afirma a Polícia Civil.

A droga estava em uma bolsa, junto ao investigado. De acordo com a polícia, ele confessou que estava a caminho de uma entrega de drogas.

Armas e drogas na casa

Com a autorização do indiciado, os policiais civis fizeram buscas em sua residência, no Jardim Bongiovani. Dentro da casa localizaram uma balança de precisão com resquícios de maconha, como também, em um pote plástico, outra quantidade da mesma droga.

Ainda nas buscas, apreenderam uma arma de fogo, sem numeração, aparentemente de calibre 28, cujos componentes de acionamento e disparos estavam íntegros, que, segundo a polícia, indica que estavam em “pronta condição” de efetuar disparos.

Devido ao flagrante o homem recebeu voz de prisão e foi conduzido para a 2ª Dise, onde teve a prisão ratificada.

Veja também