Produção remota: TV Facopp estreia telejornal 

Foi ao ar pelo YouTube, na noite de ontem, cinco reportagens com diferentes temas, mas sempre permeadas pelo assunto do momento: a pandemia da Covid-19

VARIEDADES - MARCO VINICIUS ROPELLI

Data 09/07/2020
Horário 19:19
TJ teve produção totalmente remota, um fenômeno recente, impulsionado pela pandemia do novo coronavírus, Foto: TJ teve produção totalmente remota, um fenômeno recente, impulsionado pela pandemia do novo coronavírus,

Estreou nesta quinta-feira, às 19h30, diretamente do canal TV Facopp on-line, da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), no YouTube, a 55ª edição do (TJ) Telejovem, pela primeira vez produzido de forma totalmente remota. Este é um fenômeno recente, impulsionado pela pandemia do novo coronavírus, que impede o encontro presencial dos jornalistas (no caso, estudantes) entre si e deles com os entrevistados. Na prática, todo o percurso, da pré à pós-produção, foi realizado pelos canais digitais, especialmente os aplicativos de videoconferência. 
“Apesar das dificuldades para contatar fontes através de chamadas de vídeo, preencher relatórios, gravar passagens [Momento em que o repórter aparece na tela levando informações] e juntar todo esse material em um só, o conteúdo final fez com que todo o esforço depositado valesse a pena para tornar esta edição do TJ memorável”, ressalta a estudante Letícia Pereira Petile, 21 anos. 
A futura jornalista e editora-chefe do 55° Telejovem, Heloísa Lupatini, 20, relata que desde o início da disciplina de Telejornalismo II, ministrada pela jornalista e professora Thaisa Sallum Bacco, 43, o 5º termo de jornalismo do primeiro semestre de 2020 tinha o desejo de fazer algo diferente das demais edições. Até por isso modificaram, entre outras coisas, toda a identidade visual do telejornal. “Porém quando já tínhamos apresentado nossas pautas, e alguns grupos já tinham saído inclusive para gravar, veio a informação de que as aulas presenciais da Unoeste estavam suspensas”, conta Heloisa destacando o quanto a professora Thaisa foi fundamental para o projeto, sempre os auxiliando do começo ao fim, planejou o calendário de atividades, apontou os erros e acertos e muitas outras coisas. 
Da mesma forma, Thaisa faz questão de destacar que os alunos “entraram na batalha juntos”.
“Pedimos silêncio, encarecidamente, para nossos familiares durante as gravações, ensinamos parentes e amigos a gravarem, lidamos com plataformas que não estávamos acostumados... Enfim, o primeiro Telejovem feito de forma totalmente remota nos orgulha”, alegra-se Heloísa 

O aprendizado da reinvenção

“Quando nos foi proposto fazer o TJ à distância confesso que fiquei preocupada e até desanimada. Nós nem havíamos passado pela experiência de lançar um material presencial, como daríamos conta de começar do zero e, ainda por cima, de forma remota? Enfrentamos algumas dificuldades técnicas, reformulamos processos, mas, no final, fiquei muito feliz com a qualidade do nosso produto”, destaca Bárbara Munhoz Villar, 21. 
Com adaptações e criatividades, os estudantes foram divididos em grupos e funções. Vinícius Marini Coimbra, 20, que foi repórter da editoria de Esportes expõe que teve dificuldade de se adaptar aos equipamentos, como gravadores de vídeo e áudio, que tinha em mãos. “Por exemplo, eu gravei a passagem com o meu celular, eu não tinha um microfone para ter uma boa captação de áudio, consegui me virar com o que tinha”, conta.
Da mesma forma, João Paulo Hercolino Batista, 21, que exerceu a função de apresentador da editoria Cotidiano, descreve sua superação frente às dificuldades: “Com dedicação e empenho, consegui desenvolver o trabalho. E depois de ver a reportagem editada, pude ter a certeza de que valeu a pena todo o trabalho”, comemora João Paulo.


“Enfrentamos algumas dificuldades técnicas, reformulamos processos, mas, no final, fiquei muito feliz com a qualidade do nosso produto”
Bárbara Munhoz Villar


ALUNOS 55ª EDIÇÃO DO TELEJOVEM:
Bárbara Munhoz Villar
Bianca Aparecida santos Alves
Bruna Evelyn Pereira
Daniel Henrique Alvarez
Daniel Santana Martins
Daniela Pereira da Silva
Giovana Maria Dias da Silva
Giovana Guessada de Souza
Heloisa Schirmer Lupatini
Izabelly Cristina Fernandes de Oliveira
Jady Eduarda Alves
João Lucas Martins Folgueiral
João Paulo Hercolino batista
Juan Antônio da silva Domingos Gonçalves
Karoline Lima Kol
Letícia Pereira Petile
Luana de Souza silva
Marco Vinicius Trindade Ropelli
Matheus Santiago Rodrigues
Mayson Martins ribeiro
Melissa Andrade Silva
Milene Gimenez dos Anjos
Natália Cristine de Souza Feitosa
Noemi Cristina Neves Silva do Prado
Pamela Lourenco Porto
Richard Christalino Magalhães
Victória Pereira Domingos
Vinícius Marini Coimbra                                 

Fotos – Cedidas


Estrutura preparada pelo apresentador Matheus Santiago, com câmera, celular e apoio de um familiar 


Letícia, como repórter, entrevista uma fonte para sua reportagem sobre emprego 


Izabelly se prepara para gravar a abertura do quadro “De olho no pódio”, sobre esporte olímpico 

Veja também