Publicidade

Prudente tem 64 novos casos de aids, alta de 45,4% neste ano

Público masculino obteve acréscimo de 65,63%, já no público feminino foi apresentada queda de 8,33% nos registros

PRUDENTE - IZABELLY FERNANDES

Data 18/09/2018
Horário 04:02
Arquivo - Jefferson conta que cerca de 900 pessoas são atendidas no Programa DST/Aids Foto: Arquivo - Jefferson conta que cerca de 900 pessoas são atendidas no Programa DST/Aids

As DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) são doenças infecciosas transmitidas principalmente através das relações sexuais. Essas patologias acabam acarretando sintomas em regiões genitais, anais, orais e oculares.  Presidente Prudente contabilizou, entre janeiro e agosto deste ano, 64 casos de aids e 117 casos de sífilis. Esse número foi superior ao mesmo período de 2017, com um aumento percentual de 45,45% e 32,95% respectivamente. Nos casos da aids, o público masculino obteve um acréscimo de 65,63%, já no público feminino foi apresentada uma queda de 8,33% nos registros. Nas ocorrências de sífilis, o percentual masculino aumentou em 18,03%, e no feminino, 66,67%.

Conforme o responsável pelo Programa DST/Aids de Presidente Prudente, Jefferson Antonio Saviolo, esse aumento significativo está ligado à ampliação das testagens rápidas, em unidades de saúde e no próprio ambulatório. “Houve grande adesão da população nos testes. Conseguimos atingir o público-alvo, composto por jovens e homossexuais, entre 19 e 30 anos. Por isso, os casos ficaram mais evidentes”. Além disso, Jefferson explica que a falta conscientização das pessoas quanto à utilização de preservativos nas relações sexuais pode ter sido um dos fatores para o aumento de casos, pois são meios eficazes para prevenção das DSTs. “O programa disponibiliza insumos de prevenção sem burocracia, além de sempre realizar campanhas de orientação e conscientização durante todo o ano”, explica.

De acordo com o infectologista Alexandre Portelinha, fora as doenças destacadas, também são comuns casos de gonorreia, hepatites B e C, herpes genital e HPV (human papiloma vírus). Atualmente existem vários tipos de ferramentas que podem auxiliar na prevenção desses problemas, como a profilaxia de pré e pós-exposição, vacinas e preservativos. “O fundamental é a orientação do sexo seguro, ou seja, parceira ou parceiro único, e sempre fazer a utilização do preservativo, caso o parceiro não seja fixo”, orienta Portelinha.

Segundo o especialista, alguns dos sintomas podem ser identificados em secreções ou feridas nos órgãos genitais, na região anal e na cavidade oral, além de nódulos pelo corpo e manchas na pele. “Entretanto, o que define o diagnóstico correto são os exames específicos para cada suspeita, como testes rápidos”, explica. O infectologista esclarece que o tratamento é baseado na medicação antimicrobiana específica para cada diagnóstico. “De acordo com cada quadro clínico e resultado de exames, serão definidos os tipos de tratamento”. O médico também poderá indicar o consumo de antibióticos ou antifúngicos em forma de comprimidos ou pomadas.

A maioria das DSTs possui cura se for tratada corretamente. No entanto, doenças como a aids fazem parte do grupo de patologias sem a possibilidade de cura, com controle feito através de medicamentos antirretrovirais. Na opinião do infectologista, as DSTs ainda são tratadas como um tabu em meio aos pacientes. “Por causa do preconceito, muitas vezes, os pacientes acabam se afastando pela busca do atendimento médico para diagnóstico e tratamento”, declara.

SAIBA MAIS

O Programa DST/Aids de Presidente Prudente oferece serviço de atendimento especializado para pacientes soro positivos (aids) do munício e região. Cerca de 900 pessoas são atendidas por uma equipe multiprofissional, composta de infectologistas, psicólogos, farmacêuticos, enfermeiros e assistentes sociais, que realizam exames e oferecem medicamentos gratuitos. Além disso, o serviço também conta com o Centro de Testagem e Aconselhamento, responsável pela implantação de testes rápidos e monitoramento de todas as UBS (Unidades Básicas de Saúde) para o fornecimento dos testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites B e C.

SERVIÇO

O programa está localizado na Avenida Coronel José Soares de Marcondes, 2357. O telefone para mais informações é 3221-1366.

CASOS AIDS POR SEXO NOS MESES DE JANEIRO A AGOSTO DOS RESPECTIVOS ANOS - RESIDENTES EM PRUDENTE
ANO DA NOTIFICAÇÃO MASCULINO (%) FEMININO (%) TOTAL (%)
2017 32 12 44
2018 53 11 64
evolução (%) 65,63 -8,33 45,45
CASOS SÍFILIS POR SEXO NOS MESES DE JANEIRO A AGOSTO DOS RESPECTIVOS ANOS - RESIDENTES EM PRUDENTE
ANO DA NOTIFICAÇÃO MASCULINO (%) FEMININO (%) TOTAL (%)
2017 61 27 88
2018 72 45 117
evolução (%) 18,03 66,67 32,95
Fonte: Vigilância Epidemiológica de Presidente Prudente

Veja também