Região registra nova onda de calor a partir de hoje 

Segundo boletim da Estação Meteorológica da Unoeste, temperaturas máximas podem ficar próximas a 36ºC; período requer cuidados

REGIÃO - WEVERSON NASCIMENTO

Data 17/08/2021
Horário 07:22
Foto: AI do Hospital Regional
Priscila dá dicas de questões relativas à saúde neste período de altas temperaturas
Priscila dá dicas de questões relativas à saúde neste período de altas temperaturas

Após três frentes frias que derrubaram as temperaturas no oeste paulista, a região volta a ser tomada pelo clima quente, com uma onda de calor prevista para os próximos dias. Segundo boletim da Estação Meteorológica “Professor Vagner Camarini Alves”, da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), as temperaturas máximas podem ficar próximas a 36ºC já a partir de hoje.
Tal fenômeno, em pleno inverno, se deve a um sistema atmosférico que está transportando o calor da região central do país para a região sul e interior de São Paulo, explica o responsável pela Estação Meteorológica, Alexandrius de Moraes Barbosa. “Neste fim de semana, uma nova frente fria diminuirá as temperaturas, mas a redução não será intensa, pois esse sistema acabará formando um bloqueio que conterá o avanço do frio. Por isso, essa frente fria atuará mais sobre a região sul do Brasil”, detalha.
Mas, se você está esperando por chuva, é valido ressaltar, segundo o prognóstico da estação, que atualmente no oeste paulista os modelos indicam uma pequena possibilidade para o fim deste mês, contudo, com intempéries mais significativas a partir da 2ª quinzena de setembro. 
Nos próximos dias, a umidade relativa do ar ficará abaixo dos 20%, e, em alguns dias, abaixo de 15%.

Atenção para saúde

Este período de altas temperaturas também requer uma maior atenção em questões relativas à saúde. Por isso, a médica coordenadora do pronto-socorro e diretora técnica do HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo de Presidente Prudente, Priscila Buosi Rodrigues Rigolin, reforça que é necessário usar roupas mais frescas e de cores mais claras, evitando a exposição aos raios ultravioletas nos horários de maior incidência solar. Além disso, destaca que o uso do protetor solar é indispensável, bem como a sua reaplicação ao longo do dia. 
A hidratação, segundo ela, também é um ponto que precisa ser reforçado com o aumento da ingestão de líquidos, dando preferência para água e sucos naturais sem açúcar. “É preciso ressaltar que bebidas que possuem sódio aumentam a desidratação, então, é melhor evitá-las”, acrescenta.
Recentemente, centenas de estudantes retornaram ao ensino presencial, e, consequentemente, se deparam com novas normas de enfrentamento à pandemia, como não usar o ar-condicionado. Sobre este caso específico, Priscila explica que os ambientes devem estar bem ventilados e com janelas abertas. “O uso de roupas mais leves também pode auxiliar os alunos neste período de temperaturas mais elevadas”, enfatiza.

Foto: Estação Meteorológica Unoeste 

região de presidente prudente registra altas temperaturas no inverno
Temperaturas máximas podem ficar próximas a 36ºC

Veja também