Saque Emergencial FGTS: fique atento ao calendário

Dinheiro será entregue aos trabalhadores em datas separadas, seguindo o mês de nascimento; quem não quer receber precisa informar

REGIÃO - THIAGO MORELLO

Data 03/07/2020
Horário 08:00
Arquivo - Saque direto no caixa começa a partir de 25 de julho Foto: Arquivo - Saque direto no caixa começa a partir de 25 de julho

Desde segunda-feira, a CEF (Caixa Economia Federal) iniciou o pagamento do Saque Emergencial FGTS, conforme a MP (medida provisória) 946/20. A ideia do governo federal é auxiliar, financeiramente, o enfrentamento do estado de calamidade pública em razão da Covid-19. Contudo, para ter acesso ao valor, o trabalhador precisa verificar se está enquadrado no perfil e, caso esteja, entender como a quantia será entregue para cada pessoa. Recebimento pode ser de até R$ 1045.

Questionada, a instituição financeira e o Ministério da Economia não informaram quantos trabalhadores terão acesso à cifra na região de Presidente Prudente, bem como o valor a ser liberado. Contudo, a título de informação, o saque movimentará, durante todo calendário, mais de R$ 37,8 bilhões para aproximadamente 60 milhões de empregados.

Dito isso, a Caixa lembra que o calendário foi estabelecido com base no mês de nascimento do trabalhador e contém a data que corresponde ao crédito dos valores na conta poupança social digital, quando os recursos poderão ser utilizados em transações eletrônicas, além da data a partir de quando os recursos estarão disponíveis para saque em espécie ou transferência para outras contas (veja tabela).

O valor disponibilizado aos trabalhadores é de no máximo R$ 1.045, não importa quantas contas ativas ou inativas a pessoa tenha. Por exemplo, se o trabalhador possuir mais de uma, o saque será feito primeiro das contas com contratos inexistentes (inativas), iniciando pela conta que tiver menor valor. Logo depois, as contas ativas, também obedecendo à regra do menor valor, ainda de acordo com a CEF.

Como explicado, inicialmente o valor será depositado na Conta Poupança Social Digital, a fim de evitar o deslocamento das pessoas até as agências. “Logo após o crédito dos valores, será possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos com o cartão de débito virtual e QR Code, por meio de mais de 9 milhões de maquininhas de cartão espalhadas por todo o Brasil. O trabalhador também poderá realizar o pagamento de contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral”, pontua a Caixa.

Após esse momento, os valores estarão disponíveis também para saque, como estipula o calendário. É necessário ficar atento às datas.

Bom uso da cifra

E como o próprio nome diz, é um fundo de garantia, e uma ajuda de momento. Sendo assim, a economista Edilene Takenaka lembra que “sempre que nos deparamos com a possibilidade” de certa quantia extra, temos que tomar muito cuidado em como utilizá-la.

“Cada pessoa tem sua própria realidade e necessidades. Entretanto, devemos identificar as prioridades. Quitar dívidas é sempre um bom começo. Adquirir algo necessário para o momento. E, se possível, guardar uma parte como provisão futura, uma vez que estamos passando por um período um tanto quanto instável”, destaca.

BOX

CANCELAMENTO
E caso o trabalhador não queira receber o saque emergencial, pode informar essa opção pelo app FGTS com pelo menos dez dias antes da data prevista para o crédito na poupança. A solicitação de desfazimento do crédito do Saque Emergencial não pode ser desfeita. Caso não haja movimentação na conta poupança social digital até 30 de novembro, o valor será devolvido à conta FGTS com a devida remuneração do período, sem nenhum prejuízo ao trabalhador. Se após esse prazo, o trabalhador decidir fazer o saque emergencial, poderá solicitar pelo aplicativo FGTS até 31 de dezembro.

SERVIÇO

Para criar uma Conta Poupança Social Digital e ter acesso a ela, é necessário baixar o aplicativo Caixa TEM, disponível para Android e iOS. Depois que a quantia for depositada, o dinheiro pode ser utilizado a partir dele.

CALENDÁRIO PARA CRÉDITO E SAQUE

MÊS DE NASCIMENTO

CRÉDITO EM CONTA

SAQUE OU TRANSFERÊNCIA

Janeiro

29 de junho

25 de julho

Fevereiro

6 de julho

8 de agosto

Março

13 de julho

22 de agosto

Abril

20 de julho

5 de setembro

Maio

27 de julho

19 de setembro

Junho

3 de agosto

3 de outubro

Julho

10 de agosto

17 de outubro

Agosto

24 de agosto

17 de outubro

Setembro

31 de agosto

31 de outubro

Outubro

8 de setembro

31 de outubro

Novembro

14 de setembro

14 de novembro

Dezembro

21 de setembro

14 de novembro

Fonte: Caixa Econômica Federal

 

 

 

Veja também