Publicidade

Servidores da SAP recebem treinamento para a desinfecção de EPIs

Videoaula também traz dicas sobre como fazer a limpeza de armamentos

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 23/06/2020
Horário 11:14
SAP - Vídeo está disponível no YouTube e site da Administração Penitenciária Foto: SAP - Vídeo está disponível no YouTube e site da Administração Penitenciária

Servidores da SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) já podem contar com uma videoaula contendo orientações sobre a forma correta desinfecção de EPIs (equipamentos de proteção individual) e outros aparatos relacionados ao cotidiano das unidades prisionais. A medida tem como objetivo evitar a propagação da Covid-19.

A iniciativa é da EAP (Escola de Administração Penitenciária) e da Coordenadoria de Saúde do Sistema Penitenciário, que convidaram a enfermeira Renata Rúbio Montanini, servidora na Penitenciária de Franco da Rocha III, e o agente de segurança penitenciária João Gilberto Barbosa, servidor na mesma unidade prisional.

Ambos são os responsáveis pelas instruções. A mediação ficou por conta de Graceli Aparecida Alves, assessora técnica na EAP.

A enfermeira Renata explicou a forma correta de lavagem das mãos e falou sobre o uso seguro para manusear a máscara no rosto, da limpeza e uso dos óculos de segurança. O agente João forneceu orientações sobre a maneira correta de usar as luvas de proteção, incluindo a melhor maneira da retirada e do descarte.

Ele também deu instruções sobre a adequada higienização do interior de viaturas, algemas, chaves, radiocomunicadores, escudos, perneiras, tonfas, capacetes, armamentos, entre outros dispositivos.

Renata e João ainda destacam no vídeo a melhor maneira de desinfecção de acordo com o tipo de objeto para não estragá-lo.

O objetivo das instruções é proporcionar aos servidores que atuam nas unidades prisionais a aplicação em seu dia a dia, no desempenho de suas atribuições, a correta adoção de práticas de higienização de objetos relacionados ao desenvolvimento de suas atividades.

A correta higienização evita o contágio entre os funcionários na troca de turnos, quando há a averiguação de equipamentos; nos turnos de escolta, quando ocorre a averiguação de viaturas, armamento e munições; no atendimento aos visitantes dos reclusos; no atendimento aos custodiados; nas atividades administrativas; durante blitze, preservando agentes e sentenciados; nos deslocamentos para transferências, fóruns e hospitais.

Para assistir a videoaula basta acessar o seguinte link: https://youtu.be/0UCLwSNGRPg, que está publicado no canal da Secretaria da Administração Penitenciária no YouTube. Também é possível assistir as orientações por meio da área de vídeos da página principal da SAP (www.sap.sp.gov.br).

SAIBA MAIS

Veja também