Vizinhos pedem escoamento do fluxo de veículos e mais sinalização

PRUDENTE - ANDRÉ ESTEVES

Data 07/01/2018
Horário 00:56

Transcorridos mais de dois anos desde que o Jardim Esplanada, em Presidente Prudente, foi pauta deste especial pela primeira vez, o trânsito segue como uma das principais queixas dos moradores do bairro. Em setembro de 2015, eles apontavam o alto fluxo de veículos que circulavam pela Rua José Bongiovani e a necessidade de mais sinalização para a prevenção de acidentes. Embora a Prefeitura tenha adotado medidas protetivas desde então, moradores ainda se sentem incomodados com o tráfego intenso do local e a insegurança que isso gera para os pedestres, uma vez que a via serve de travessia para alunos que estudam no Colégio Anglo.

Para o estagiário de advocacia Valter Santos de Carvalho, 50 anos, é preciso que a Prefeitura estude alternativas para escoar o fluxo, desafogar o trânsito e tornar o trecho mais seguro. A sugestão do morador seria a implantação de uma rotatória no cruzamento da José Bongiovani com a Rua Padre João Goetz, onde está inserido o Colégio Multiplus; e, em seguida, o recuo da Praça das Cerejeiras em alguns metros para a abertura de uma via que proporcionasse a distribuição do fluxo. “Eu não sei qual a viabilidade disso, mas, seja como for, há a necessidade de trabalhar a engenharia do trânsito neste trecho, onde o tráfego é bastante complicado”, avalia.

A diarista Janice Pires da Silva, 40 anos, se preocupa com a situação dos pedestres, considerando que o único dispositivo que os ampara é uma faixa na altura do Colégio Anglo, aponta ela. Para tanto, cobra a intensificação da sinalização e até mesmo a implantação de semáforo em algum trecho da José Bongiovani. “A movimentação alta torna muito arriscada a travessia de quem está a pé”, comenta. A esteticista Maria Aparecida Fernandes, 74 anos, também defende a adoção de mais medidas, sobretudo para garantir a fluência do trânsito em horários de pico, como meio-dia, quando há grande movimento de alunos por conta das escolas próximas.

A Semav (Secretaria Municipal de Assuntos Viários e Cooperação em Segurança Pública) informa que já está prevista a instalação de dispositivos que visam garantir mais segurança aos pedestres, como lombofaixas e reforço na sinalização vertical e horizontal. Comunica que estas intervenções estão inseridas no programa “Movimento Paulista de Segurança no Trânsito”, do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), que destinou R$ 1 milhão para que o município invista em infraestrutura viária. “As obras estão em fase de licitação”, pontua.

Veja também