Prefeitura fecha centro de testagem do Santana após casos de Covid em funcionários

Executivo informou que há 170 colaboradores da Sesau afastados por sintomas respiratórios, o que invariavelmente afeta a rotina dos serviços

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 18/01/2022
Horário 19:25
Foto: Aquivo/Secom/Marcos Sanches
Decisão de fechar a unidade, segundo o Executivo, ocorreu diante da falta de funcionários
Decisão de fechar a unidade, segundo o Executivo, ocorreu diante da falta de funcionários

Após funcionários serem diagnosticados com Covid-19 no Centro de Apoio e Testagem do Jardim Santana, a Prefeitura de Presidente Prudente suspendeu o atendimento para novas coletas de exames nesta terça-feira. A decisão, segundo o Executivo, ocorreu diante da falta de funcionários.
Em nota, a Prefeitura ressaltou que há 170 funcionários da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) afastados por sintomas respiratórios, o que invariavelmente afeta a rotina dos serviços. “A administração da pasta não tem medido esforços para manter as unidades abertas, inclusive deslocando profissionais que atuam em setores administrativos para auxiliar na assistência direta aos pacientes e tentar suprir a baixa substancial no número de servidores disponíveis”, ressaltou.
A Sesau pede a colaboração da população para que recorra aos serviços de urgência e emergência, como PAs (Pronto-Atendimentos) e UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento), somente em casos de necessidade, e para atendimentos leves e moderados, deve-se recorrer às UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e ESFs (Estratégias de Saúde da Família).

Atendimento exclusivo

Conforme noticiou este diário, a partir desta quarta, a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Zona Norte, em Presidente Prudente, atenderá exclusivamente pacientes com síndrome respiratória, como Covid-19 e gripe, enquanto a UPA do Ana Jacinta será restrita ao atendimento das demais patologias. De acordo com o secretário adjunto de Saúde, Marco Aurélio Lúcio, a estratégia visa organizar o fluxo de atendimentos para concentrar pacientes respiratórios em um só local, evitando a transmissão para outras pessoas e também profissionais. “A administração municipal tem no momento 247 servidores ausentes por atestado médico, sendo 188 só na Secretaria de Saúde, o que representa 15% do efetivo da pasta”, apontou ao longo desta segunda-feira. 
As UPAs seguem destinadas aos casos de maior gravidade, de urgência e emergência, quando há falta de ar, febre alta e persistente e outros sintomas graves. Em casos leves e moderados, o cidadão deve se deslocar para as UBSs e ESFs ou, quando há sintomas, aos centros de apoio e testagem da Cohab e do Jardim Santana.
Desde a inauguração, somente a unidade de apoio e testagem do Jardim Santana já realizou 563 atendimentos, sendo 71 na segunda, 84 na terça, 100 na quarta, 109 na quinta, 90 na sexta e 109 no sábado. Já na unidade de apoio da Cohab, foram registrados 808 atendimentos: 107 na segunda-feira, 91 na terça, 108 na quarta, 113 na quinta, 141 na sexta, 132 no sábado e 116 no domingo.
Somados os registros, as duas unidades de apoio e testagem já realizaram 1.371 atendimentos desde o início do funcionamento, que ocorreu na segunda-feira, dia 10 de janeiro.

SAIBA MAIS

UPA da Zona Norte terá atendimento exclusivo a sintomáticos respiratórios a partir de quarta

Veja também