Após saída da CAC, talões da Zona Azul podem ser obtidos no comércio de PP

Prefeitura tem firmado parcerias com estabelecimentos da região central da cidade para que sirvam de pontos de venda 

PRUDENTE - ROBERTO KAWASAKI

Data 15/06/2021
Horário 09:47
Foto: Arquivo/Jean Ramalho
Está prevista para esta semana a publicação de um decreto que trará a nova regulamentação do serviço
Está prevista para esta semana a publicação de um decreto que trará a nova regulamentação do serviço

A Prefeitura de Presidente Prudente e Semob (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública) informaram ontem que a partir de agora, os talões da Zona Azul poderão ser obtidos nos estabelecimentos comerciais da região central da cidade. Até o momento, cerca de 60 estabelecimentos já estão habilitados a vender, mas a intenção é ampliar esse número para pelo menos 100 pontos até o fim desta semana.

Desde o desligamento do convênio com a CAC (Casa do Aprendiz Cidadão), a pedido da própria organização que reivindicava a elevação dos valores atuais dos bilhetes em Prudente, o que foi considerado “inviável” pelo Executivo, a Prefeitura passou a firmar parcerias com empresários para que as lojas sirvam de pontos de venda da Zona Azul, que neste momento está sob a gestão direta do município. 

De acordo com a Prefeitura, está prevista para esta semana a publicação de um decreto que trará a nova regulamentação do serviço. As dúvidas sobre a venda podem ser sanadas diretamente com a Semob que está à disposição dos cidadãos pelo telefone 3908-7011.

SAIBA MAIS

Sem acordo, CAC oficializa à Prefeitura saída da Zona Azul

CAC pede que Prefeitura insira atendentes da Zona Azul no mercado de trabalho

Zona Azul: CAC notifica Prefeitura sobre rompimento de convênio 

CAC emite aviso prévio a 32 funcionários e inicia rompimento do convênio da Zona Azul

Veja também