Camelódromo: contrato das obras é prorrogado por mais 3 meses

A medida, segundo a Prefeitura, é um aditivo de prazo sem alteração no valor do contrato; aditamento se estenderá até 13 de abril

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 18/01/2022
Horário 19:00
Foto: Secom/Prudente
Ed Thomas (PSB) reservou parte da agenda para vistoriar o Camelódromo
Ed Thomas (PSB) reservou parte da agenda para vistoriar o Camelódromo

Recentemente, a Prefeitura de Presidente Prudente informou que estendeu por três meses o prazo do contrato com a Center Serv Serviços de Locação de Mão de Obras Eireli, empresa responsável pela construção dos boxes de alvenaria no Camelódromo. A medida, segundo o Executivo, trata-se de um aditivo de prazo sem alteração no valor do contrato. O aditamento se estenderá até 13 de abril.
Ainda de acordo com a Prefeitura, até o momento, a construção dos boxes está em cerca de 90% de conclusão, porém, ainda resta a instalação das portas e pintura das estruturas, portanto, o percentual geral de conclusão deste serviço está na casa de 80%. 
Nesta terça, o prefeito Ed Thomas (PSB) reservou parte da agenda para vistoriar duas importantes obras em andamento na cidade: o Atende Prudente e o Camelódromo, ambas na região central de Prudente. O chefe do Executivo esteve acompanhado do secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Mateus Grosso, e de Comunicação, Geraldo Gomes.
No Camelódromo, conforme o Executivo, dois trabalhos são realizados paralelamente, a construção dos boxes de alvenaria, que está praticamente pronto, restando apenas a instalação das portas e pintura, e a construção da cobertura e toda a infraestrutura do shopping popular.
Já no Atende as obras estão 75% concluídas, conforme cronograma de avanço físico-financeiro. O prédio irá abrigar alguns dos principais serviços oferecidos pela administração municipal ao cidadão, desde o Balcão de Empregos até a renegociação de dívidas de tributos municipais. 
O local foi idealizado como um “Poupatempo Municipal”, com o objetivo de agilizar e desburocratizar a prestação de serviços. “Quando iniciamos a gestão, o percentual de conclusão não chegava a 45%. Assumimos o compromisso de destravar a obra, saldar as dívidas com a prestadora de serviços e em breve vamos entregar este espaço para o cidadão”, declarou o Executivo.

Obras do Camelódromo

Vale lembrar que as obras no Camelódromo são motivos de entraves desde gestões passadas e foram divulgadas em setembro de 2018. Foi somente em janeiro de 2020, no entanto, que o processo de revitalização do espaço teve início, com previsão de entrega para o fim do mesmo ano, o que não ocorreu. Isso porque, conforme noticiado por este diário, a Prefeitura já esclareceu algumas vezes anteriormente que as obras do shopping popular sofreram “sucessivas intercorrências”, que culminaram com o atraso na sua conclusão, entre elas, o período de pelo menos três semanas para limpeza das toneladas de lixo e entulho deixadas no local pelos boxistas, conforme a Prefeitura, antes de a obra ser iniciada efetivamente, além dos atrasos decorrentes das chuvas em janeiro e fevereiro. 
Além disso, à época, a administração pontuou que a empresa responsável pela obra chegou a questionar a segurança da estrutura metálica que dá sustentação à cobertura do Camelódromo, o que fez com que, por precaução, o Executivo contratasse um serviço especializado para averiguar a segurança da estrutura.  “A combinação de todos esses fatores levou a adiar a reinauguração do Camelódromo para além do tempo previsto, com nova previsão de entrega para o início de 2021”, apontou a municipalidade em 2020.
Em março de 2021, a Prefeitura de Presidente Prudente anunciou a prorrogação do contrato de duas obras na cidade: a construção do Atende Prudente e a revitalização do shopping popular, ambos por 180 dias. Desta forma, respectivamente, os contratos seriam encerrados em 13 de julho e 16 de julho de 2021. 
Procurada, à época a Prefeitura de Presidente Prudente, por meio da Sosp (Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos), informou que os termos de aditamento das obras que foram publicados se referiam à prorrogação do prazo para conclusão dos serviços. “Essa foi uma medida necessária, uma vez que as obras ainda não foram concluídas e, se não houvesse prorrogação, ambas seriam paralisadas, causando grande prejuízo à sociedade”. Ainda conforme a Prefeitura, na presente data, as obras do Camelódromo estariam 67% concluídas.

Vistoria da Câmara

Em novembro do ano passado, após vistoria dos vereadores da Câmara Municipal de Presidente Prudente ao local, a Sosp projetou o término da construção da alvenaria dos boxes do Camelódromo da Praça da Bandeira em 25 dias. Em 13 de dezembro, portanto, os vereadores prudentinos realizaram a segunda vistoria ao local e constataram que a meta apontada pelo chefe da pasta de entregar todos os 240 boxes construídos não foi cumprida. 
Com isso, a Câmara solicitou informações sobre quais as providências administrativas e jurídicas que a Prefeitura de Presidente Prudente tem aplicado junto à empresa responsável pela construção dos boxes do Camelódromo ou os motivos que justificam a possível “complacência do órgão fiscalizador” do poder Executivo. Os vereadores também solicitaram informações da Caixa Econômica Federal, já que a obra é resultado de empréstimo financeiro junto à instituição, como cópia do contrato e possíveis aditivos, cronograma, etapas concluídas e suas medições/fiscalizações, valores já pagos, entre outros.
À época, a Prefeitura informou que o “ligeiro atraso” na conclusão dos boxes se deveu à empresa responsável, que teve de interromper os trabalhos por uma semana após o encarregado desistir da obra. “Este atraso de uma semana, porém, não interfere significativamente no andamento da obra”, considerou o Executivo.
É válido ressaltar que as vistorias têm o objetivo de cobrar um cronograma, mesmo que parcial e por etapas, para a conclusão das obras, além de acompanhar a execução das mesmas.

SAIBA MAIS

Camelódromo: análise sobre reequilíbrio de contrato finaliza nesta semana, aponta Sosp

Camelódromo em obras: boxistas falam sobre situação

Obras no camelódromo: imbróglio persiste

Em vistoria, vereadores constatam finalização de 56 boxes no Camelódromo

Veja também