Contribua com o Projeto Com.Vida

Instituição filantrópica conta com uma equipe de voluntários espalhada por todo o Brasil; para contribuir com o projeto ou ser voluntários das ações, basta acessar o site projetocomvida.com.br

PRUDENTE - WEVERSON NASCIMENTO

Data 07/11/2021
Horário 05:45
Foto: Weverson Nascimento
Raquel e Szafir atuam juntos em prol do Projeto Com.Vida
Raquel e Szafir atuam juntos em prol do Projeto Com.Vida

O momento de dor e superação da cirurgiã-dentista de Presidente Prudente, Raquel Trevisi, inclusive, trouxe contribuições ao público que sofre direta ou indiretamente com o novo coronavírus. Uma delas será eternizar tudo aquilo que ela viveu com a doença através do livro “O Voo Alto da Fênix”, no qual vai trazer relatos do que ela viveu na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), como os medos, a luta para sobreviver, a reabilitação, a perda do pai, e a realidade das pessoas acometidas pela Covid-19, e outra é o projeto Com.Vida, criado para atender pessoas no pós-Covid (casos leves e graves), além de oferecer apoio ao enlutado que perdeu alguém e precisa de ajuda para superar seu momento de dor.
Foi neste projeto, inclusive, que as histórias de superação de Raquel Trevisi e do ator e apresentador Luciano Szafir se cruzaram. Após passar por um quadro grave em decorrência da Covid-19, Szafir conheceu o projeto idealizado por Raquel e entrou em contato para ajudar. “Quando eu liguei para ela, ela disse que tinha certeza de que eu iria ligar. De cara eu já disse: eu estou contigo! A gente não consegue salvar o mundo, mas pode tratar com qualidade e oferecer o nosso máximo”, enfatiza.
Raquel reforça que, mesmo se tratando de uma instituição filantrópica que não tem nenhum meio de renda fixa ou benefício fiscal e governamental, o projeto já acolheu mais de 700 famílias em todo o Brasil. Contudo, recentemente relatou a este diário que conta com certa dificuldade com voluntários cadastrados, uma vez que dos mil vinculados, apenas 10% são ativos. É válido ressaltar que no projeto os pacientes assistidos precisam de atendimento com fisioterapeuta, psicólogo, enfermeiro, médico, dentre outros, e, por vezes, de doações de alimentos e medicamentos. 

Sem limite para ajudar

Considera-se, a este respeito, que não existe um limite para ajudar, uma vez que qualquer pessoa e em qualquer meio pode contribuir com ações sociais do projeto. “Não tem uma área específica, qualquer negócio, qualquer empresa, empresário e pessoa podem contribuir com o nosso projeto e com a sociedade. Essa iniciativa não é minha, é de Deus para a sociedade em geral”, comenta a cirurgiã-dentista.
Para tanto, faz um apelo para toda comunidade, uma vez que a falta de auxílio financeiro afeta contratar profissionais ou mesmo alcançar voluntários para poder atender o público. “Se cada um fizer a sua parte, vamos conseguir atender cada vez mais famílias. Hoje, o Projeto Com.Vida tem fila de espera. Por isso solicitamos apoio de empresários, empresas, instituições e pessoas para que não precisemos interromper novos cadastros e salvar tantas vidas acometidas pela doença”.  
Recentemente, a promotora de crédito Bevi de Presidente Prudente firmou uma parceria solidária com o projeto do Instituto Trevisi. Os sócios contribuirão com R$10 mil mensais ao longo de um ano.

SERVIÇO
O projeto conta com uma equipe de voluntários espalha por todo o Brasil, da área da saúde às mais diversas áreas. Para contribuir com o Projeto Com.Vida ou ser voluntários das ações, basta acessar o site projetocomvida.com.br.

SAIBA MAIS

Superação de Raquel Trevisi e Luciano Szafir contra Covid-19

Renda de pães preparados por alunos será destinada ao Projeto Com.Vida

Raquel Trevisi relata em livro sua experiência com a Covid

Veja também