Criações de Itamar Xavier fazem da Inova Prudente uma galeria de arte

Trabalhos do artista estão espalhados pelos três blocos da Fundação, entre painéis, grafites e inúmeras telas

VARIEDADES - DA REDAÇÃO

Data 02/08/2020
Horário 11:45
Secom - Ocupando cerca de 100 m² em uma das paredes internas do coworking, o grafite “Razão e Emoção”
Secom - Ocupando cerca de 100 m² em uma das paredes internas do coworking, o grafite “Razão e Emoção”

A Fundação Inova Prudente, que busca sempre empresas parceiras para o desenvolvimento da inovação tecnológica na capital do oeste paulista e em toda região, não se diferencia dos demais locais da cidade somente pelo trabalho colaborativo, como o coworking, mas também por intervenções artísticas que vão desde quadros, grafites, até artes com produtos recicláveis. Todas elas tiveram a iniciativa do professor do sistema municipal de ensino de Presidente Prudente, e artista plástico, Itamar Xavier de Camargo
O complexo conta com mais de dez painéis, dezenas de grafites e inúmeras telas espalhadas pelos três blocos. Alguns quadros foram pintados em disquetes antigos recolhidos no Mutirão do Lixo Eletrônico, realizado pela Setec (Secretaria de Tecnologia de Presidente Prudente), que também alimentou outra intervenção com mais de 50 metros quadrados, misturando técnicas de pintura e eletrônicos inservíveis e formando um camaleão, uma referência às transformações que os materiais sofrem com avanço da tecnologia. “Sem essas artes, esse prédio seria comum, como qualquer outro”, justifica.
Dentre todos os painéis já pintados pelo professor, destaca-se uma das maiores pinturas da cidade: ocupando cerca de 100 metros quadrados em uma das paredes internas do coworking, o grafite “Razão e Emoção” destaca o espírito empreendedor de Prudente. “Esse grafite representa os dois lados do cérebro humano e tudo o que ele é capaz de criar, a partir da figura de um jovem prudentino que tem esse espírito inovador, assim como as pessoas que frequentam a Inova”, explica Xavier. Segundo ele, suas inspirações passeiam entre suas experiências de vida e também nos trabalhos de seus ídolos. 

Diferentes técnicas abordada em aula

Com atuação no Programa de Educação Integral Cidadescola desde 2018, na Inova o professor é responsável pela Oficina de Criatividade. “Ensino várias técnicas, desde grafite, pintura e até arte com materiais recicláveis. Isso não só mostra aos estudantes várias técnicas artísticas, como também faz com que repensem no uso dos resíduos diariamente”. Atualmente, Itamar continua dando suas aulas, porém, de forma virtual.
Segundo ele, é extremamente importante o ensino artístico, pois desta forma as crianças podem ter uma visão diferente da própria realidade. “A Fundação Inova oferece uma estrutura para ensinar arte, que eu, particularmente, nunca vi em nenhum outro lugar. Por meio dela, tenho a possibilidade de ensinar com muito mais qualidade, com os materiais certos. Com o tempo que tenho para dar uma aula, ou até mesmo para planejar uma oficina, nunca teria isso dentro de uma sala de ensino comum”.

Oficina com recicláveis

O artista busca também estimular o pensamento crítico das crianças em seus projetos. Um exemplo é a oficina Lixo que fala, que utiliza materiais recicláveis para as obras, levando as crianças a repensarem como são utilizados os resíduos diariamente. 
“Estar na Inova é uma oportunidade muito grande para mim como profissional, professor e artista. Acredito que não teria essa oportunidade em outro local. Os professores dentro das escolas acabam ficando presos nas questões burocráticas. A Fundação me deu tudo isso: tempo para planejar e cuidar do meu trabalho e daquilo que gosto de fazer, que é a arte”.
As intervenções artísticas do professor não estão somente na Fundação Inova, mas espalhadas por vários locais da cidade. Recentemente, Xavier realizou algumas revitalizações pelo município, como em pontos de ônibus, prédios públicos e escadarias.

Secom
Itamar Xavier Inova Prudente
Complexo conta com mais de 10 painéis, dezenas de grafites e diferentes quadros

Itamar Xavier Inova Prudente
Itamar busca estimular o pensamento crítico das crianças em seus projetos

Veja também