Eleições municipais: como votar?

Neste ano, aplicativo e-Título será fundamental, pois será por meio dele que o eleitor saberá a sua seção e poderá justificar a ausência nas urnas, caso esteja fora do seu domicílio eleitoral

Eleições - WEVERSON NASCIMENTO

Data 15/11/2020
Horário 04:00
Weverson Nascimento - Momento do voto é o mais importante e requer atenção do eleitor
Weverson Nascimento - Momento do voto é o mais importante e requer atenção do eleitor

Neste domingo, milhares de eleitores irão exercer a livre democracia – o direito ao voto. Mas, você sabe como funcionará a votação na urna eletrônica? Por mais que seja um ato simples, é sempre bom reforçar o passo a passo. Então, confira essas dicas antes mesmo de sair de casa. 
Antes de tudo, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) destaca que, se o eleitor estiver com febre ou se tiver tido Covid-19 nos 14 dias antes da votação, que fique em casa. Além disso, orienta para que não esqueça a "cola" com os números dos candidatos para votar mais rápido, que confirme o local de votação e seção, que mantenha distância mínima de um metro dos outros votantes, e que o uso da máscara será obrigatório em todas as seções.
Para estas eleições, o chefe de cartório da 101ª ZE (Zona Eleitoral) de Presidente Prudente, Fabiano de Lima Segalla, explica que o aplicativo e-Título será fundamental, pois será por meio dele, por exemplo, que o eleitor saberá a sua seção e se a mesma sofreu algum tipo de modificação. “Quando o eleitor chegar à seção no dia da eleição, é importante que ele siga todas as medidas sanitárias, como respeitar o distanciamento, estar acompanhado somente se necessário, pois assim evitará estar exposto a qualquer tipo de aglomeração”, reforça. 

Hora de votar

Neste domingo, algumas medidas elaboradas no “Plano de Segurança Sanitária: Eleições Municipais de 2020”, desenvolvido pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), deverão ser seguidas à risca. Quando chegar a vez de votar, Fabiano explica que o eleitor terá duas formas de comprovar seus dados pessoais. A primeira poderá ser feita com o título físico ou aplicativo e-Título sem biometria cadastrada, acompanhado de um documento com foto e, a segunda, apenas com o aplicativo, caso o mesmo contenha a foto do eleitor. Após conferência do mesário, o votante deverá higienizar as mãos com álcool em gel, de modo que ele assine o caderno de votação com as mãos já limpas – é recomendado que a pessoa leve sua própria caneta, pois estará evitando contato com outros objetos.  
O momento do voto, sem dúvidas, é o mais importante no processo eleitoral e, para isso, é necessário atenção. “Quando a urna for habilitada, o eleitor deverá se dirigir à cabine de votação e lá deverá digitar primeiro os cinco números do seu candidato a vereador. Após aparecer os dados da tela é necessário que o mesmo confira as informações e, se estiver de acordo, confirmar na tecla verde”, exemplifica o chefe de cartório. “Logo em seguida será a vez de votar para prefeito e vice-prefeito. Então, o eleitor irá digitar os dois números, conferir a foto e apertar ‘confirmar’”, complementa. Após votar, o eleitor deverá higienizar as mãos com álcool em gel novamente e se retirar da seção eleitoral. 
Pesando neste processo eleitoral, o TSE desenvolveu o “Simulador de votação 2020”. Com ele, o eleitor poderá treinar a votação para todos os cargos em disputa nas Eleições Municipais de 2020 da mesma maneira que ocorrerá no dia na eleição, como se estivesse diante de uma urna eletrônica. É rápido e didático. O acesso está disponível neste link: https://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-2020/simulador-de-votacao.

Justificar ausência

Em razão da pandemia e da necessidade de evitar aglomerações nos locais de votação, a Justiça Eleitoral desenvolveu no aplicativo e-Título, que pode ser utilizado em qualquer smartphone, a funcionalidade “Justificativa Eleitoral”. Essa funcionalidade permite que o eleitor justifique sua ausência sem sair de casa, quando estiver fora do seu domicílio eleitoral (isto é, do município em que o eleitor é registrado para votar), por meio de sistema de georreferenciamento. Portanto, o eleitor que estiver fora do seu domicílio eleitoral no primeiro ou segundo turno da eleição deverá justificar a sua ausência preferencialmente pelo aplicativo e-Título, evitando comparecer presencialmente a uma seção eleitoral para justificativa. Apenas – excepcionalmente – o eleitor que não tiver acesso a smartphone e internet poderá justificar em qualquer seção eleitoral. O app está disponível no Google Play e na Apple Store.

SERVIÇO
Neste domingo, a votação será das 7h às 17h. O TSE pede que os eleitores respeitem o horário preferencial das 7h às 10h para maiores de 60 anos. 

SAIBA MAIS

Medidas de higiene são fundamentais nas eleições

Por conta das eleições, VEM de Prudente adia ação de combate às endemias para dia 21

Eleições em Prudente contam pela 1ª vez com sistema JE Connect

Prudenco escala 100 agentes para limpeza no dia das eleições

Prudente perde 105 seções de votação nas eleições

Veja também