Especial Dia do Padre: sacerdotes evangelizam pelas redes sociais

Por conta da pandemia do novo coronavírus, aumentou o número de religiosos da Diocese de Presidente Prudente que usam essas plataformas para manter viva a palavra de Deus

VARIEDADES - OSLAINE SILVA

Data 02/08/2020
Horário 07:20
Paróquia Nossa Senhora do Carmo - Padre Rodrigo: “Precisamos nos reinventar, dedicar um tempo maior para observar tudo isso” Foto: Paróquia Nossa Senhora do Carmo - Padre Rodrigo: “Precisamos nos reinventar, dedicar um tempo maior para observar tudo isso”

Vamos aproveitar o Dia do Padre, celebrado em 4 de agosto, para ressaltar o esforço que estes religiosos estão dedicando neste momento de pandemia do novo coronavírus, para evangelizar o povo usando as plataformas digitais e, assim, manter viva a palavra de Deus. Muitos são os sacerdotes da Diocese de Presidente Prudente que aderiram a esta ferramenta para evangelização e outros que intensificaram trabalhos que já realizavam. Então, a reportagem ouviu três para bem representá-los. Padre Rodrigo Gomes de Moreno, neste primeiro texto. No seguinte, padre Helitom Bigas, ambos de paróquias prudentinas. E o padre Luciano Rodrigues, de Tarabai, que é assessor eclesiástico do setor Juventude, da Diocese.
Pároco da Paróquia Nossa Senhora do Carmo, conhecida como Maristela, padre Rodrigo diz que esta é uma demanda crescente, realmente uma atualização enquanto redes sociais e utilização das mídias que os aproxima daqueles que lhes foram confiados. Segundo ele, tudo isso os impulsionou ainda mais para que tivessem uma preocupação constante de ter também esses meios para evangelizar. 
A paróquia criou um WhatsApp para acolher os pedidos, intenções. E também uma página para que as pessoas pudessem deixar ali os seus pedidos, tirar dúvidas e também fomentar, “ser um incentivo mesmo à busca da fé como instrumento neste período tão difícil que estamos a vivenciar e superar essas fragilidades”, explica padre Rodrigo.
Ele diz que o retorno que isso tem gerado é realmente impressionante. “Precisamos nos reinventar, dedicar um tempo maior para observar tudo isso. Sem esquecer aqueles que estão voltando gradualmente às celebrações presenciais, mas às vezes dar uma palavra de esperança, produzirmos materiais, orações para que as pessoas se sintam realmente confortadas pela fé e possam buscar nela toda a sustentação para vencer as dificuldades presentes”, frisa o religioso.

Uma dedicação ainda maior

De acordo com padre Rodrigo, uma dificuldade que ele observou muito neste período foram as dificuldades entre casais, entre as famílias, em vista de estarem todos juntos. Ele diz que enquanto estavam juntos em apenas momentos específicos, era um pouco mais fácil. O padre explica que o ser humano é composto de uma série de dimensões que precisam estar equilibradas entre si. E a partir do momento em que se depara com esse descompensar, às vezes pelo fardo das questões econômicas que não está fácil para ninguém. Ou de relacionamento mesmo, seja por uma incompreensão entre pessoas da mesma família, o observar das diferenças realmente é muito complicado e precisa de um acompanhamento, de respeito para com o diferente. 
“Tudo isso é essencial, importante até mesmo por uma questão de fé. Não é porque não concordo com a atitude, com a forma de o outro viver, que eu tenho que excluí-lo da minha história. Isso requereu de cada um de nós momentos muito fortes e uma dedicação ainda maior. Não apenas pelas lives, mas, sobretudo, atender individualmente aqueles que nos procuram, mesmo pelas redes sociais, porque cada caso é um caso. Além de darmos um incentivo coletivo”, salienta.
No início dessa pandemia, padre Rodrigo continuou a celebrar, mesmo com número restrito, batizados, casamentos com às vezes apenas os noivos, pai e mãe e transmitia-se virtualmente para os convidados queridos por eles que estariam presentes. Em outros momentos dessas celebrações, para mostrarem que estavam com o casal nesse importante passo de suas vidas, os amigos passavam em carreatas, com buzinaços em frente à igreja. “Foi um reinventar, estando distantes presencialmente, mas juntos pela fé!”, exclama. 

SERVIÇO
Para tirar dúvidas, fazer pedidos, intenções na missa, o WhatsApp da Paróquia Nossa Senhora do Carmo é o (18) 99773-4719. Retire sua senha para participar das missas do fim de semana:
http://senha.igrejamaristela.com.br
 

Veja também