Região dialogará com o Estado para subir de fase

Prefeito de Presidente Prudente, cidade sede da região, afirma ter sido pego de surpresa com a notícia do fechamento do comércio a partir de segunda

REGIÃO - GABRIEL BUOSI

Data 11/06/2020
Horário 04:28
Arquivo/Weverson Nascimento: Bugalho disse que vai a São Paulo para que seja explicado recuo da fase Foto: Arquivo/Weverson Nascimento: Bugalho disse que vai a São Paulo para que seja explicado recuo da fase

O prefeito de Presidente Prudente, Nelson Roberto Bugalho (PSDB), afirmou que recebeu o anúncio de que a cidade passaria para a fase vermelha, ou seja, uma regressão no plano de flexibilização do comércio, com surpresa e que, juntamente a outros chefes do Executivo da região, dialogará com o Estado para que a reclassificação ocorra, ao menos, na fase laranja, a nomeada como “controle” e uma acima do atual estado.

“Não esperávamos que a região fosse regredir duas fases e ficamos preocupados com a mudança radical, pois muitas empresas fizeram estoque e recontrataram funcionários”, salientou Bugalho. O prefeito disse ainda que esperava permanecer com a flexibilização, o que motivou a surpresa. “Vamos a São Paulo para que seja explicado o motivo de retroceder duas fases e não apenas uma. Vamos questionar com dados”, finalizou.

De acordo com a Prefeitura, atualmente, Prudente tem taxa de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em 60%. Segundo anunciado na coletiva, a variação de internações foi de 60% e a de óbitos de 50% a mais em relação à semana anterior - variação de sete dias com relação a sete dias anteriores, quando estava funcionando apenas o comércio essencial.

Entidades regionais discordam de retrocesso

O presidente da Unipontal (União dos Municípios do Pontal do Paranapanema) e prefeito de Presidente Venceslau, Jorge Duran (PSD), afirmou que na sexta-feira de manhã se reunirá, pela internet, com prefeitos de toda a região para ver quais medidas podem discutir e o que pode ser feito diante da atual situação. “Recebi a notícia com perplexidade, pois não encontramos nenhum critério científico ou técnico no que foi apontado pelo Estado”, esclarece. Duran, que também é prefeito de Presidente Venceslau, afirmou que a situação da pandemia na região é estável e exemplificou que no município, os casos que surgiram são relacionados com o sistema prisional, e não com a abertura do comércio.

A reportagem entrou em contato via telefone com o presidente da Amnap (Associação dos Municípios da Nova Alta Paulista), para repercutir a informação, mas não conseguiu contato com Edmar Mazucato até o fechamento desta matéria.

 

SAIBA MAIS
Com o pronunciamento, a partir de segunda-feira, somente o comércio essencial poderá funcionar, como mercados, padarias, farmácias, postos de combustíveis, hospitais, consultórios odontológicos, além de oficinas mecânicas, guinchos, entre outros. “A mesma disposição e firmeza que temos para avançar, teremos para recuar e orientar medidas restritivas na quarentena”, acrescentou o governador João Doria (PSDB).

 

 

Covid-19: região tem variação significativa no nº de internações
Região dialogará com o Estado para subir de fase

Setores da economia reprovam retrocesso

Covid-19: região tem variação significativa no nº de internações

 

 

Veja também