Vítima de incêndio havia acabado de vencer a Covid, aos 90 anos

Diva Lopes da Silva, mãe da vereadora Alba Lucena, teria avaliação médica agendada para hoje, no dia do sepultamento

PRUDENTE - ROBERTO KAWASAKI

Data 03/09/2020
Horário 11:30
Arquivo pessoal - Diva se queimou quando tentava salvar a filha, afirma a neta
Arquivo pessoal - Diva se queimou quando tentava salvar a filha, afirma a neta

“Uma mulher de muita fé e muita luz”, é assim que a médica Deusita Gandia Soares descreve a avó, Diva Lopes da Silva, que morreu ontem após um incêndio a residência em Presidente Prudente. De acordo com a neta, há pouco menos de dois meses a aposentada de 90 anos havia vencido a batalha contra a Covid-19.

Devido à idade, Diva estava em acompanhamento médico. Inclusive, teria retorno à clínica exatamente hoje, no dia do sepultamento. “Foi muito trágico o que aconteceu com ela”, lamenta.

Conforme Deusita, o acidente ocorreu em uma edícula onde Diva se dedicava às orações em todo final de tarde. Mas, no fatídico entardecer de quarta-feira, o momento íntimo com a oração foi interrompido pela tragédia.

“Minha mãe [a vereadora Alba Lucena] escutou um grito, e quando ela chegou [aos fundos] já estava tudo em chamas”, explica Deusita. “Minha avó atravessou [o fogo] para tentar proteger minha mãe que tentava tirá-la, e ela se queimou toda”, conta a neta, emocionada.

Foi então que um conhecido da família, que ela descreve como “anjo da guarda”, passou pelo local e ouviu os gritos. “Ele conseguiu tirá-las de lá, senão minha mãe também teria ido”, lamenta.

“[Diva] era uma mulher de oração, e tenho certeza que está nos braços do pai porque a vida inteira ela rezou, sempre esteve na frente da minha mãe que a tinha como uma grande incentivadora na vida”.

Defesa Civil - Risco de desabamento de outra parte do telhado era iminente

Foto/Defesa Civil - Risco de desabamento de outra parte do telhado era iminente

Tragédia aos fundos da casa

O incêndio que matou a mãe da vereadora Alba Lucena ocorreu por volta das 17h de ontem, na residência da família que fica na Rua José Bongiovani, próximo ao cruzamento com a Rua Pastor Jorge. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a idosa de 90 anos foi socorrida em estado grave, com queimaduras na cabeça, braço e tronco. Já a vereadora, que tentava ajudar a mãe, inalou fumaça e passou mal, porém, não corre risco de vida. 

No boletim de ocorrência, a Polícia Militar informou que familiares e vizinhos disseram que a idosa teria por hábito acender velas em sua residência, e havia vestígios de frascos de álcool em gel, possivelmente por conta da pandemia.

Apesar da hipótese, a Polícia Civil requisitou perícia no local para investigar o fato. Ainda na quarta-feira, a perícia esteve no imóvel e colheu vestígios que possam ajudar a elucidar as causas do acidente. 

Risco de desabamento

O trabalho foi acompanhado pela Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil. De acordo com o coordenador do órgão municipal, Renato Gouvea, três cômodos foram destruídos pelo fogo. A área atingida era destinada a um altar, onde a idosa fazia atendimentos à comunidade.

Conforme Gouvea, havia muitas telhas no chão, e o risco de desabamento da outra parte do telhado do imóvel era iminente.

fogo casa alba lucena

Reprodução/Geraldo Gomes - Casa fica no Jardim Bongiovani, em Prudente

SAIBA MAIS

Mãe da vereadora Alba Lucena é vítima fatal de incêndio em residência

Laudo pericial deve apontar o que causou incêndio em imóvel

Velório marca despedida de Diva Lopes da Silva

Veja também