1º dia de reabertura do comércio tem baixa movimentação

Reportagem compareceu no calçadão e observou que nas primeiras horas de funcionamento não houve uma grande circulação de pessoas; para Sincomércio, comerciantes foram

PRUDENTE - WEVERSON NASCIMENTO

Data 14/07/2020
Horário 04:00
Weverson Nascimento - Reabertura do comércio ocorreu ontem - dois dias antes do previsto Foto: Weverson Nascimento - Reabertura do comércio ocorreu ontem - dois dias antes do previsto

Após a região do DRS (Departamento Regional da Saúde) 11 avançar para a fase laranja do Plano São Paulo, conforme anúncio do governo do Estado na última sexta-feira, ontem, após publicação do Decreto Municipal 31.037/2020, publicado pela Prefeitura de Presidente Prudente, algumas atividades de comércio e serviços voltaram a funcionar com horários reduzidos no município - dois dias antes do esperado. Para acompanhar o plano de retomada, a reportagem percorreu a Rua Tenente Nicolau Maffei, calçadão prudentino, e observou que nas primeiras horas de funcionamento não houve uma grande circulação de pessoas no local. No entanto, algumas franquias de grande porte estenderam filas no maior centro comercial da região.

Ao circular por toda extensão do calçadão prudentino, foi possível notar espaços vazios e sem a presença de pessoas, como nas proximidades da Avenida Brasil. A orientação para o uso de máscara, como forma de proteção individual e coletiva contra a Covid-19, também foi seguida à risca pelas pessoas. Já no que diz respeito aos estabelecimentos comerciais, os lojistas seguiram com o protocolo de higiene ao disponibilizar álcool em gel 70% para os clientes e a entrada fracionada de pessoas (capacidade limitada de 20%). Quanto aos que circulavam pelo local foi possível visualizar, em sua maioria, pessoas sozinhas, o que leva a crer que apenas um membro familiar precisou ir até o local.

De acordo com o presidente do Sincomércio (Sindicato do Comércio Varejista de Presidente Prudente e Região)Vitalino Crellis, os comerciantes foram pegos de surpresa com o adiantamento da abertura do comércio e, por este motivo, o movimento foi razoável. Ainda segundo ele, o novo horário de atendimento, segunda a sexta-feira, das 13h às 17h, fará com que o local não tenha uma grande circulação de pessoas, visto que diferenciou do horário bancário. “As pessoas irão ao banco de manhã e no período da tarde para o comércio. Isso faz com que ocorra um desencontro desse público que, consequentemente, poderia gerar aglomeração”, explica. Para tanto, alguns cuidados devem ser levados em consideração pela população. “É importante que as pessoas respeitem o distanciamento social e a aglomeração, ou seja, tudo aquilo que é pedido. O comércio de Prudente necessita se manter em funcionamento, sem retroceder para a fase anterior [vermelha]”.

Pagamento em crediário

O pagamento em crediário já foi questionado por leitores deste diário quando o assunto é aglomeração no calçadão. Para tanto, Casas Bahia e Magazine Luiza, as quais concentraram o maior número de pessoas em filas ontem, disponibilizaram o Carnê Digital banQi - Casas Bahia, onde o cliente pode pagar e gerenciar o seu carnê pelo aplicativo, e o Pagamento Magalu, que oferece serviços em boletos e cartões de crédito. Já para negociar as dívidas, ambas oferecem o portal de negociação disponível de forma on-line ou através da central de atendimento.

As informações foram extraídas dos sites das empresas, que intensificaram campanhas a fim de informar o procedimento. É válido ressaltar que mesmo com a presença de pessoas em filas, as duas redes seguiram com os protocolos de higiene e segurança, evitando também aglomeração no interior das lojas. Ademais, foi possível observar que os funcionários orientavam quanto ao distanciamento social. Sobre esta conduta por parte da população, o presidente do Sincomércio explica que, mesmo durante a fase vermelha, estes estabelecimentos estavam atendendo serviços de prestação de contas, logo, pagamentos poderiam ser feitos a qualquer momento, evitando, assim, possíveis aglomerações. 

Outro assunto comentado, que é valido trazer em discussão, é que o calçadão prudentino contém em suas adjacências vários serviços bancários e por isso há sempre aglomeração. No entanto, ontem, os principais serviços e correspondentes se mantiveram dentro do esperado, inclusive, alguns até sem a presença de filas.

Para produção desta matéria, a reportagem levou em conta todos os protocolos de segurança pessoal e coletiva, como o uso de álcool em gel e a utilização de máscara.

SAIBA MAIS

Conforme a Prefeitura de Presidente Prudente, na fase laranja, o comércio, serviços (escritórios, imobiliárias, concessionárias, entre outros) e shoppings, com exceção das praças de alimentação, podem funcionar com horário reduzido de 4h seguidas e com capacidade limitada de 20%. Além disso, os espaços têm de adotar protocolos padrões e setoriais específicos de combate à propagação do novo coronavírus. Como já definido pela Sedepp (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico), o funcionamento do comércio e serviços será de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h, e aos sábados, das 9h às 13h. Já os shoppings funcionarão sempre das 16h às 20h. O não cumprimento das normas, segundo o decreto municipal, sujeitará o infrator às penalidades legais, inclusive, com a interdição das atividades, sem prejuízo da responsabilidade civil/criminal que possa advir de tal conduta, além da aplicação de multas administrativas.

SAIBA MAIS

Reabertura antecipada de shoppings entusiasma lojistas

Academias de Prudente reabrem, na fase amarela 

Região poderá passar para a fase laranja a partir de segunda, afirma Bragato

Em nova atualização, municípios dos DRSs de Prudente e Marília permanecem na fase vermelha

Oeste paulista seguirá na fase vermelha do Plano São Paulo

Veja também