Prefeitura aprecia relatório final da CPI do transporte público

Documento foi entregue hoje pelo Legislativo ao gabinete do prefeito; Prudente Urbano diz que está “tomando conhecimento”

PRUDENTE - THIAGO MORELLO

Data 26/11/2020
Horário 19:18
Arquivo - Relatório fala sobre má gestão do transporte público e pede rescisão de contrato
Arquivo - Relatório fala sobre má gestão do transporte público e pede rescisão de contrato

Na tarde de hoje, a Câmara Municipal de Presidente Prudente realizou a entrega do relatório final da CPI (Comissão Parlamente de Inquérito) do Transporte Público ao gabinete do prefeito Nelson Roberto Bugalho (PSDB). O trabalho, que investiga denúncias feitas acerca do serviço prestado pela Prudente Urbano na cidade, agora será analisado e apreciado pelo Executivo, para posterior posicionamento.
À reportagem, em nota, a administração municipal confirmou que o relatório foi entregue na tarde de hoje e que, “agora, será apreciado pela Secretaria Municipal de Assuntos Jurídicos e Legislativos [Seajur], em conjunto com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública [Semob], para posterior deliberação quanto às recomendações contidas no documento”.
Procurada, a Prudente Urbano (Company Tur) também disse que o Departamento Jurídico da empresa está “tomando conhecimento” das informações contidas no documento e, posteriormente, se posicionará sobre o que foi definido.

Aprovação e recomendações

Como informado por este diário, em sessão ordinária realizada na segunda-feira, o Legislativo de Prudente apreciou e aprovou o relatório final da CPI do Transporte Público. Aprovado, o documentou gerou o Projeto de Resolução 30/17, que, dentre outros pontos, recomendou à Prefeitura a rescisão contratual entre a empresa que opera na cidade e o Executivo, “em razão da má gestão”.
Ademais, o documento aprovado pede ainda a exoneração do atual chefe da Semob, Adauto Lucio Cardoso, por “ineficiência na gestão, planejamento e fiscalização”, bem como do assessor de secretaria, José Wilmar Ferreira Lima, também por “ineficiência” e “contradições” nas afirmações prestadas à CPI.

SAIBA MAIS

CPI: relatório final recomenda rescisão contratual com a Prudente Urbano

CPI do Transporte Coletivo estende prazo final por mais 45 dias

CPI do transporte

Prudente Urbano inclui ônibus em linha apontada por CPI

CPI DO TRANSPORTE COLETIVO

Câmara aprova CPI do Transporte

Veja também