19 de maio de 2017 às 15h28 - Cultura
Imprimir
RSS

“O Rei da Leitura” premia 3 alunos matriculados no ensino fundamental

por OSLAINE SILVA-Da Redação

A largada para se inscrever foi dada ontem e se estenderá até o dia 20 de agosto; premiação será realizada no dia 27 do mesmo mês

 

O Projeto Leitura Campeã, neste ano em parceria com o Programa Cidadescola, realiza pelo quarto ano o concurso “O Rei da Leitura” que premiará os três maiores leitores das escolas municipais João Franco de Godoy, Coronel José Soares Marcondes – conhecida popularmente como Bosque – Dr. Carlos Braga e Alberto Bernardes Sotelo, esta localizada no distrito de Presidente Prudente, em Floresta do Sul. A largada foi dada ontem e se estenderá até o dia 20 de agosto de 2017.

Todos os alunos interessados do 1º a 5º ano das escolas citadas, de Presidente Prudente, podem participar do concurso

Na premiação, que será realizada no dia 27 de agosto, o primeiro colocado ganhará uma bicicleta novinha, um par de ingressos para o Parque Aquático, uma medalha e um livro. Já o segundo e terceiro contemplados ganharão um par de ingressos para o Parque Aquático, medalha e livro. Sem contar que durante a premiação o vencedor do concurso receberá um tratamento de realeza, sendo coroado como “o rei da leitura”!

“Esta ação tem como objetivo fomentar a leitura entre os alunos das escolas participantes. Vamos tentar fazer o momento de premiação se tornar uma noite de gala, com direito a tapete vermelho e uma coroa para o rei da Leitura! Tudo para que todos os demais alunos possam encontrar um significado para o ato de ler, mostrando que é algo compensador em vários sentidos e não apenas uma coisa que vai ajuda- lo no futuro, mas, algo para o agora”, ressalta com alegria o professor do programa Itamar Xavier de Camargo, que é idealizador do Projeto Leitura Campeã.

Conforme Itamar, é sabido que ler e escrever são ações que ajudam o pensamento humano amadurecer estimulando e, consequentemente, possibilitando novas formas de expressão e comunicação. Conforme o educador, que é um grande fomentador da leitura há anos, o hábito de ler e escrever deve ser instigado no ser humano desde a infância.

“Para isso, as mais diversas fontes e mecanismos de leitura, de escrita e todo tipo de expressão humana podem ser exploradas. E o Concurso de Leitura entre os alunos do ensino fundamental, acontece assim, de uma forma lúdica e orientada onde buscamos incentivar esta prática”, destaca o professor.

 

Objetivos específicos

Dentre outros desejos com a iniciativa, os envolvidos em sua organização pretendem divulgar e oferecer aos alunos das unidades de ensino participantes o acesso de todo o acervo da biblioteca escolar; estimular a criatividade, memorização e criticidade diante das obras literárias em questão; instigar o desejo deles em participar com os colegas do concurso, proporcionando discussões e debates entre eles, no decorrer do mesmo; envolver e proporcionar o trabalho conjunto entre os discentes, docentes e estagiários das instituições; contabilizar e analisar o desempenho dos alunos no decorrer deste projeto. Além, de investigar o interesse dos estudantes quando ao projeto e dessa forma, buscar estratégias que melhor respondam a necessidade destes alunos.

 

Metodologia de trabalho

Conforme Itamar, a princípio estarão divulgando o projeto e convidando os alunos por meio de comunicado, pessoalmente de forma simples e direta. Os que se interessarem deverão procurar a biblioteca, fazer o cadastro de leitor, emprestar uma obra de interesse, lê-la e na data da devolução, deverá entregar o resumo dessa leitura.

A ideia é premiar o (a) aluno (a) que atingir o maior número de pontos, que será definido pela quantidade de páginas lidas e também pela qualidade e veracidade dos resumos elaborados.

O primeiro momento será a leitura, onde cada participante terá computado o número total de páginas lidas, considerando todas as obras emprestadas da primeira. “Consideramos aqui as obras literárias cadastradas no sistema da biblioteca, com exceção revistas, jornais e histórias em quadrinhos. Biblioteca, e estas serão validadas desde que acompanhas do resumo”, frisa.

O segundo momento será o resumo da obra, a boa qualidade e a veracidade da escrita, assim como a autenticidade e originalidade do mesmo, de forma que qualquer dúvida quanto a estes dois últimos indicativos, o resumo será desclassificado. Este resumo será entregue junto com a obra emprestada, e deverá estar em papel específico, contendo nome da instituição, dados pessoais do participante (nome, série, turma) e dados da obra literária (título, autor e número de páginas).

“O que mais desejamos é que após este evento, os alunos tomem consciência, prazer e peguem gosto pela leitura e escrita como forma de expressão e aprendizagem. Lembrando que todos os alunos do Ensino Fundamental matriculados neste período letivo de 2017 [de 1º a 5º ano] podem participar. Lembrando que o regulamento está disponível nas páginas do facebook do Projeto Leitura Campeã e Cidadescola. Participem”, convida o professor incentivador.