Interessados em artes cênicas: segunda tem oficina e espetáculo!

Será uma abordagem de trabalho vocal, trazendo estímulos imagéticos e exercícios que permitam ao corpo reagir sonoramente

VARIEDADES - DA REDAÇÃO

Data 16/11/2022
Horário 07:32
Foto: Tommy Bay
Oficina “Corpo-voz: um trabalho dentro e fora, na intenção e na ação”, será no Espaço Laje
Oficina “Corpo-voz: um trabalho dentro e fora, na intenção e na ação”, será no Espaço Laje

Quem disse que segunda-feira não é dia de diversão, hein? Amanhã, das 18h às 20h, tem a oficina “Corpo-voz: um trabalho dentro e fora, na intenção e na ação”, com a atriz Marilyn Nunes, no Espaço Laje, no Centro Cultural Matarazzo, em Presidente Prudente. E após, às 20h30, no mesmo espaço, ocorre a apresentação do espetáculo “Oposto”. O público-alvo é de performers, atrizes/atores, dançarinas (os), diretores (as), interessados em artes da cena. Quantidade de participantes é entre oito e 25 pessoas, dependendo do espaço de trabalho.
A produção do projeto Oposto Teatro Laboratório diz que a oficina é voltada para a consciência da integração corpo-voz na criação vocal. Com a voz o indivíduo corre, salta e para. A voz está em cada parte do seu corpo e também no espaço: ela segue um balão, encontra o fundo do poço e acompanha um trem-bala. Com ela se ordena seduz, despreza, indica, luta e abandona.  
A partir do trabalho físico será focalizado o desenvolvimento da voz observando elementos como: qualidade vocal – exploração de timbres (desenvolvimento de caixas de ressonância), melodia, volume, altura, ritmo, sincronia e composição de ações vocais e físicas, intencionalidade, organicidade, articulação e extensão de sonoridades. 
Com base do trabalho de Grotowski e Eugenio Barba, será apresentada uma abordagem de trabalho vocal, trazendo estímulos imagéticos e exercícios que permitam ao corpo reagir sonoramente.

Marilyn Nunes

Ela é atriz, professora e pesquisadora de teatro. Fundadora do grupo Oposto Teatro Laboratório e colaboradora do Nordisk Teaterlaboratorium (onde teve sua formação sob supervisão de Eugenio Barba), desenvolve desde 2009 um trabalho de investigação no campo da atuação. Atualmente cursa o doutorado em Artes pelo Instituto de Artes da Unesp (Universidade Estadual Paulista), onde também leciona a disciplina Laboratório de corpo e voz.  
Detentora de prêmios como Myriam Muniz (2015) e Reconhecimento do governo de Morelos, México (2014), já se apresentou em diversos festivais do Brasil e em outros países, como: México, Dinamarca, Colômbia e Índia
Atualmente, é atriz-criadora dos espetáculos “Estrelas”, “O Pesadelo da Borboleta”, e da demonstração de trabalho “O oposto”, dirigidos por Julia Varley (OdinTeatret) e do espetáculo “Shakunta”, fruto de uma imersão no teatro tradicional indiano.Também é tradutora do livro “Uma atriz e suas personagens”: histórias submersas do OdinTeatret, da autora Julia Varley.

Fotos: Tommy Bay

Na sequência, às 20h30, no mesmo espaço, ocorre a apresentação do espetáculo “Oposto”

Veja também