Prefeitura decreta intervenção no transporte público de Presidente Prudente

A partir de agora, o Executivo deverá negociar com os trabalhadores para que aceitem o compromisso e retomem o serviço, que está 100% paralisado

PRUDENTE - ROBERTO KAWASAKI

Data 23/07/2021
Horário 08:14
Foto: Rodolfo Viana
Município não se responsabilizará por atos de gestão  bem como dívidas e obrigações de quaisquer espécies contraídas e não quitadas no período anterior da intervenção
Município não se responsabilizará por atos de gestão bem como dívidas e obrigações de quaisquer espécies contraídas e não quitadas no período anterior da intervenção

A Prefeitura de Presidente Prudente publicou nesta manhã o decreto 32.216/2021 que dispõe sobre a intervenção parcial no transporte público municipal. O prazo da intervenção, que começou a valer hoje, é de três meses e poderá ser prorrogado por iguais e sucessivos períodos até a plena adequação dos serviços.

Para tanto, foi nomeado Manoel Silva Felix da Costa, um dos coordenadores do Setor de Educação no Trânsito da Semob (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública), como interventor na gestão da empresa Prudente Urbano .

Um dos objetivos é que, com o recurso que for arrecadado com a circulação dos ônibus, sejam pagas as despesas de folha de pagamento e combustíveis para a retomada do serviço do transporte coletivo na cidade, que está em greve devido aos atrasos de salários e benefícios. No entanto, ainda não é certo, pois será discutido nesta tarde.

A partir de agora, o Executivo deverá negociar com os trabalhadores para que aceitem o compromisso e retomem o serviço.

Objetivos da intervenção

De acordo com o decreto, a intervenção busca:

  • assegurar a continuidade dos serviços para preservar o interesse legítimo dos usuários;
  • apurar as razões da inadequada e imperfeita prestação dos serviços;
  • realizar auditoria na concessionária para apurar o real custo operacional dos serviços, bem como se esta mantém condições econômico-financeiras, técnicos ou operacionais para a prestação do serviço adequado.

Ainda conforme o documento, o município não se responsabilizará por atos de gestão, bem como dívidas e obrigações de quaisquer espécies contraídas e não quitadas no período anterior da intervenção.

Ônibus voltam a circular

Após a Prefeitura decretar intervenção na empresa de transporte coletivo, 29 ônibus já voltaram a circular na manhã desta sexta-feira.  Este número corresponde a um terço da frota total, porém, ao longo das próximas horas, este número deve aumentar, já que as negociações com os funcionários continuam.

SAIBA MAIS

Presidente Prudente tem paralisação parcial no transporte coletivo urbano

Paralisação parcial no transporte em Presidente Prudente entra para o segundo dia

Câmara encaminha relatório de CPI sobre transporte público para Semob

Entra para o terceiro dia a paralisação parcial no transporte público de PP

Ônibus em Prudente devem circular somente com pessoas sentadas

Prefeito não descarta rompimento de contrato com a Prudente Urbano

Greve parcial do transporte continua em Prudente

Prefeitura de PP entra com ação para cobrar cumprimento do contrato de transporte coletivo

Justiça nega liminar para obrigar Prudente Urbano a manter oferta de ônibus

Prefeitura autoriza transporte por vans e abertura de processo contra Prudente Urbano

Prefeitura dá prazo de 24 horas para Prudente Urbano comprovar deficit financeiro

Prudente Urbano não apresenta custos operacionais à Prefeitura no prazo acordado

Prefeitura nomeia comissão para acompanhar auditoria na Prudente Urbano

Comissão inicia inspeções na Prudente Urbano

Após acordo, aumenta a circulação da frota de ônibus em Presidente Prudente

Prudente Urbano: Justiça determina pagamento de salários até o 5º dia útil

Sintrattepp não descarta nova paralisação total de ônibus 

Funcionários da Prudente Urbano retomam paralisação geral

 

Veja também