Um novo congresso para nosso país

opiniao

| Marcos Alegre

Hoje quero dizer ao amável leitor, também eleitor, que o Congresso Nacional é um dos pilares da democracia. Importa lembrar que a Constituição foi promulgada em 1988, logo após o final da ditadura militar, e as pessoas estavam ansiosas para o retorno da democracia e a vontade de contar com a nova Carta Magna. Sabe-se que o Brasil conta com milhares de municípios e suas respectivas câmaras, e mais 27 Estados e suas respectivas assembleias. Observe, caro leitor, que é enorme o número de pessoas que nos representam e, porque necessitamos de tantos deputados federais, que custam uma fortuna que o povo paga por meio dos terríveis tributos.

O país teria menos de 300 e não os 504 que temos hoje. Em 1988 esses deputados representavam 285 mil pessoas. Da época da Constituição já se passou um bom tempo e houve grandes mudanças na sociedade e tudo indica que essas mudanças tornaram os homens, possivelmente mais cultos e, talvez, mais conscientes de suas responsabilidades.

É bom informar que o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) estima para 2018 que a população atingiu 219,7 milhões de pessoas. Pode-se exemplificar, em todas as eleições de cunho federal, em Presidente Prudente a propaganda eleitoral de candidatos de todas as regiões de São Paulo aparece realizando o que é chamado de voto paraquedista. Nas últimas eleições a região de Prudente não conseguiu eleger nenhum deputado federal. Mas é bom lembrar que a nossa economia não é nada favorável, em face da tremenda crise que fechou mais de 12 milhões de vagas de trabalho não contando o trabalho informal.

Será que os deputados não terão participação nessa crise ou estariam mais preocupados em permanecer no poder deixando toda culpa apenas para dona Dilma Rousseff (PT)? É verdade que na condição de presidente ela prometeu fazer muita coisa e depois fez tudo ao contrário, sendo responsável pela tremenda crise que assola nosso país. É bom pensar que os maiores responsáveis foram aqueles que votaram nela. Nas eleições de 2018 teremos oportunidade de renovar assembleias legislativas e o Congresso Nacional.

Será um importante passo para reconstrução de nosso país, lembrando que o brasileiro é bom e merece ser feliz. Entretanto, essa luta encontra barreiras imensas representadas por leis obsoletas e mentalidades retrógadas. A preocupação com o futuro do emprego tem razão de ser por causa das nossas precárias condições econômicas tendo em vista o processo histórico do país ainda lutando para se desenvolver de modo a propiciar à sociedade melhor qualidade de vida.

Lembro-me de um deputado dizer que fingia que trabalhava e outro dizendo: “o povo que se lixe”. É verdade que opiniões as mais diversas são o foco primordial da democracia e tudo pode ser debatido. É aqui que eu entro conclamando todos os eleitores de Prudente e região, na busca de pessoas que possam nos representar nesse Congresso que está aí e não dar seu voto para pessoas não residentes em nossa região. Mas é necessário que os grupos se reúnam para conter no máximo dez ou 12 candidatos, senão ficam os votos diluídos e não elegemos ninguém. É preciso fazer verdadeiro mutirão. É, na verdade, uma guerra, lembrando que, certamente, O Imparcial estará do nosso lado e, se não agirmos assim, não teremos um novo Congresso e ficará tudo como está hoje, com esse vergonhoso Congresso, sabendo-se ainda que vários deputados estão envolvidos na operação Lava Jato.

 

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste